20.06
Mundo Pet: Solidão canina e o que fazer para amenizá-la

Eu já havia escrito um post sobre Criando animais em apartamento  e tocado no assunto de deixar o animal sozinho em casa muitas horas…Se você ainda não o leu,eu recomendo! E hoje, venho falar aqui no blog desse assunto muito importante: A solidão Canina! Se você tem um cachorro em casa e trabalha/estuda o dia inteiro deixando o animal sozinho, leia todo o post, porque eu também dei dicas para que você possa amenizar este problema!

Solidão Canina e o que fazer para amenizá-la

O cão não é um animal para viver sozinho. Ele é um animal muito social e por isso, gosta e precisa de contato com o grupo ao qual pertence.

Criar um cão não se resume a dar água, comida, levar ao veterinário e fazer passeios….também é muito importante que ele tenha companhia e receba atenção para não se sentir só e entediado. O contato social é tão importante para o bem estar físico e emocional de um cão quanto levá-lo ao veterinário, dar vacinas, água e comida.

Menos independentes do que os gatos os cães muitas vezes não festejam quando seus donos se ausentam de casa e eles fiquem sozinhos por várias horas. Pelo contrário, eles reclamam, ficam tristes e protestam de uma forma ou de outra: latindo, quebrando e revirando coisas, lambendo excessivamente as patas, etc.

Solidão Canina

Um cão solitário e entediado pode ser sentir muito triste e se tratando de filhotes o caso pode ser ainda mais grave. Quando trazemos um filhote para casa, ele tem o sofrimento com a separação da mãe e dos companheiros de mamada e nós passamos a ser a sua matilha (família) e é conosco que ele irá aprender como se comportar… Se passarmos muito tempo fora de casa e o filhote ficar sozinho todo esse tempo, além dele se sentir muito triste como se tivesse sido abandonado, não terá nenhuma referência de comportamento e com isso, toda a sua aprendizagem de certo e errado fica comprometida e o sinal mais frequente é ele fazer suas necessidades fisiológicas em local errado.

O mais importante para evitarmos esse tipo de problema é entendermos que todo animal precisa de atividade física, mental e exercícios diferenciados para que ele não se sinta sozinho e triste e com isso tenha comportamentos indesejáveis, repetitivos por estar entediado. Também devemos compreender que o cão pode se sentir solitário mesmo tendo alguém em casa, pois não basta a presença do dono, este tem que dar atenção ao seu animal.

Os cães solitários normalmente são hiperativos e ansiosos, tornando-se às vezes até inconvenientes, pois não conseguem ficar deitados quietinhos ao lado do dono quando este está em casa…eles ficam sempre querendo atenção.

Solidão canina

Você já pensou se te trancassem dentro de casa e você não tivesse como assistir TV, entrar na internet, ler um livro ou revistas, falar no celular ou jogar joguinhos, etc? O que você faria? Eu acho que eu ficaria muito entendiada pensando na vida e dormindo até não aguentar mais e alguém chegar em casa pra eu conversar…Você gostaria de ficar assim? Aposto que não né!? Então, porque deixar o seu melhor amigo assim?

Mas daí, você pode estar perguntando: Eu trabalho/ estudo e fico fora o dia todo Lívia… O que eu posso fazer para aliviar essa solidão do meu animal?

Pois bem, há algumas alternativas que darei para vocês verem qual melhor se encaixa na sua realidade:

  • A primeira coisa é: se você ainda não tem um animal de estimação, mas está pensando em ter um, porém passa muito tempo fora de casa e não gostaria que ele sofresse, escolha um gato. Eles são mais independentes que os cães, também são muito carinhosos e aprendem rapidamente a se comportar em seu ambiente.

 

  • Se você escolheu um cão, eu te aconselho a adotar um animal de rua ( eles já estão acostumados a viverem sozinhos e não vão sofrer tanto) ou se você faz questão de ter um animal de raça (apesar de hoje em dia terem muitos animais de raças para adoção), pesquise sobre quais raças são mais independentes e que não vão te exigir tanta atenção..mas lembre-se que cada animal é de um jeito..não existe regra é biologia né.

 

  • Se seu cão for um filhote, após terminar o esquema de vacinação, se possível, contrate um bom adestrador para que ele tenha referências de comportamento e consiga aprender mais rápido. Mas lembre-se que no início será mais uma brincadeira para ele do que um treinamento propriamente dito.

 

  • Atualmente existem os dogwalkers,que são pessoas que passeiam diariamente com cães de outras. Se você não tem tempo para passear com o seu é uma boa saída, pois assim, eles ficam menos ansiosos.

 

  • Deixar diferentes brinquedos em casa para ele ter sempre alguma coisa para se distrair também é uma forma para aliviar a ansiedade do seu animal. Você pode também deixar uma peça de roupa sua como brinquedo para que ele se sinta mais perto de você.Quanto mais desafiante o brinquedo, melhor. Hoje em dia existem vários no mercado…

 

  • Espalhe petiscos que ele gosta pela casa para que ele fiquei entretido procurando para comer enquanto você está fora.

 

  • Deixe a TV ou som ligado quando for sair para que ele escute sons e não se sinta tão sozinho. Mas não deixe muito alto e de preferência deixe em canais e músicas tranquilas.

 

  • Deixe luzes ligadas caso você volte após o escurecer, pois ficar sozinho durante muito tempo não é bom..no escuro é pior ainda.

 

  • Se você tem condições de ter uma ajudante ou diarista é muito bom, pois ele vai ter uma companhia em casa com ele, mesmo que ela não fiquei brincando com o animal.

 

  • Pare de ficar carregando o seu cachorrinho para cima e para baixo aonde você for e evite que ele durma na sua cama. Tais atitudes geram nele uma dependência muito forte e acaba gerando transtornos no animal quando ele tem que ficar sozinho.

 

  • Você também pode adquirir outro cão, mas essa prática gera controvérsias entre os profissionais. Alguns dizem que outro animal faz companhia e ameniza a solidão do seu e outros dizem que não e que pode até gerar mais problema.Mas eu, Lívia, sou a favor desde que seu cãozinho não tenha problemas de socialização com outros cães.

 

Solidão canina

 

Aqui em casa eu tenho esse problema com a Madonninha..ela é muito ansiosa e apegada a nós. Quando era mais novinha sempre latia e chorava MUITO quando ficava sozinha..arranhava porta…revirava o lixo (até hoje se esquecermos lixo aberto ela revira)…. Mas graças a Deus hoje em dia ela melhorou muito. E eu notei que essa melhora veio depois que passei a caminhar com ela todos os dias, por no mínimo meia hora, reservei pelo menos 20 min pra brincar de bola com ela (brincadeira que ela mais ama) e quando comprei uma PetBall para ela brincar e comer os petiscos quando estiver sozinha em casa.Também sempre deixo a TV ligada em canal de criança e espalho alguns petiscos para ela comer.

 

E vocês, tem cães ansiosos e entendiados em casa?

Espero ter ajudado!

Para quem não sabe, eu sou médica veterinária..Se você quiser que eu fale de algum assunto específico aqui na série Mundo Pet do blog é só me falar! Vou começar a postar mais sobre o tema mesmo este não sendo o foco do blog!

AQUI já falei sobre a Cinomose!Se você quiser saber mais sobre a doença, eu recomendo a leitura!

Fiquem com Jesus e tenham um dia muito abençoado!

BjoBjo 

P.s.: peguei imagens do google..se você tem direitos sobre alguma delas, por favor, avise que eu coloco os créditos!


22.08
Mundo Pet: Tudo o que você precisa saber sobre a Cinomose!

você sabe o que a cinomose?

Olá, pessoal. Tudo bom?

Hoje o assunto é para as pessoas que têm cães em casa! Vocês sabem o que é a cinomose e a importância de sua prevenção?

Pois bem, hoje venho falar um pouquinho sobre isto!

Há algumas semanas atrás o cachorrinho da Nicole Bahls faleceu por conta desta doença e esta semana a cachorrinha de uma amiga minha também. Daí, surgiu a ideia de falar desta doença para vocês!

Muitas pessoas não sabem que os cães devem ser vacinados contra cinomose e, outras doenças, uma vez por ano (depois das primeiras doses) , assim como contra raiva.

Algumas até já me falaram que achavam que não era necessário, pois o Governo não fala nem faz campanha sobre a vacinação.

Mas ai é que tá, o Governo só faz campanha de vacinação contra a raiva, porque é uma zoonose (doenças que passam de animais para o homem). Eles estão preocupados com a saúde coletiva (nossa saúde) e não com a dos animais, por isto a campanha de vacinação de raiva. Acho uma lástima, mas a realidade é esta. Infelizmente!

Para quem não sabe, a cinomose é uma doença viral altamente contagiosa provocada pelo Vírus da Cinomose Canina que é muito resistente em ambientes secos e frios, por isto, no inverno há altas taxas de registro da doença.

Este vírus afeta os cães de todas as raças e também Canídeos Silvestres. Geralmente, afeta animais jovens, no primeiro ano de vida. Entretanto, pode infectar animais adultos que não foram previamente imunizados através da vacinação.

A transmissão da cinomose se dá através de animais contaminados, sejam eles sintomáticos ou assintomáticos, em contato direto com animais susceptíveis, por secreções (nasais, oculares, fezes) e pelo ar contaminado.

Os primeiros sintomas que podem aparecer são: febre, perda de apetite, apatia, vômito e diarreia, tosse e espirro, secreção ocular e nasal. Depois, estes sintomas podem desaparecer levando o dono a crer que houve uma falsa cura. No decorrer de alguns dias ou até mesmo meses, dependendo do sistema imunológico de cada animal, estes sinais podem voltar mais severos juntamente com  os sinais mais específicos que são os nervosos como: falta de coordenação motora, tiques nervosos (o animal pode nem reconhecer o dono e ser confundido como sintoma de raiva), convulsões e paralisias.

O tratamento após o diagnóstico de cinomose confirmado em laboratório ( que não é muito fácil) , é muito difícil. Por se tratar de um vírus, não existe medicamento específico para cura. O que ocorre é o tratamento paralelo dos sintomas clínicos apresentados. Filhotes não têm bom prognóstico de recuperação, com taxa de mortalidade bem alta.

O cachorro doente deve ser isolado para receber tratamento de apoio e antibióticos para auxiliar no combate a infecções secundárias. A sanidade do ambiente em que vive o cão, também é muito importante, devendo este ser limpo e com temperatura agradável.

Assim, a prevenção da doença deve ser feita através da vacinação.Os animais podem ser vacinados a partir dos 45 dias de idade, de acordo com a orientação veterinária.

Resumindo: é importante o dono estar ciente que, a cinomose pode ser fatal (e normalmente é), a cura é muito difícil, a prevenção deve ser feita por vacinação e os animais doentes devem ser tratados focando os sinais apresentados . Mas, lembre-se de que cachorros que estejam em tratamento podem continuar a eliminar o vírus por várias semanas, mesmo depois do desaparecimento dos sintomas.

E ai, gostaram do post? Espero que sim!

Não sei se todos leram o menu “sobre” do blog, mas sou formada em medicina veterinária, se vocês quiserem que eu fale de algum assunto específico aqui é só falar! Pode ser relacionado a clínica veterinária ou higiene e inspeção de produtos de origem animal. Ok?

BjoBjo e fiquem com Jesus!


03.07
Mundo Pet: Criando animais em apartamento

Criando animais em apartamento

Madonninha em cima dos livros (ela ama) !rsrs

A convivência com animais de estimação só traz benefícios. Me arrisco a dizer que poucas coisas na vida são tão prazerosas quanto se conviver com os animais…E digo mais, eles sabem como ninguém, dar vida a qualquer lar.

Quem tem uma casa espaçosa, com quintal é muito fácil ter um animal de estimação. Mas, para muitas pessoas que moram nas grandes cidades, onde se predominam os prédios, nem sempre as condições são favoráveis.

Antes de termos um animal de estimação, devemos pensar muito em qual espécie irá se adaptar melhor ao nosso espaço e à nossa rotina, pois cada espécie tem a sua necessidade.

Os cães, por exemplo, mesmo os de porte pequeno, precisam de espaço para se exercitarem e gastarem energia, evitando assim, o estresse tanto dele quanto do dono. Precisam também de companhia, são animais que viviam em matilha, são sociáveis e não gostam de ficar sozinhos por muito tempo.

Já os gatos, como são mais independentes, não precisam de tanta atenção. Mas ainda sim, precisam de companhia e de brinquedos, como os cães.

Muitas pessoas que querem ter um animal de estimação, pensam logo nos cães, por serem mais brincalhões e interagirem mais com os donos e falam: ” A eu quero ter um cão, mas moro num apartamento não muito espaçoso e fico fora o dia todo. O animal tem que ser pequeno e silencioso. “

Ora, bolas, qualquer animal, mesmo que pequeno não será feliz preso em casa o dia todo e sozinho. Não é verdade? Além do animal ser infeliz, poderão aparecer outros problemas, como latidos, uivos, destruição dos móveis e sapatos, problemas com os vizinhos…

Por isso, digo que devemos pensar muito antes de adquirirmos um animalzinho. Até porque, eles tem vida e sentimentos (como nós)  e depois que os levamos para casa é de nossa responsabilidade zelar pela saúde e bem estar deles.

Eu sou a favor a adoção de animais, então se você quer um animalzinho para te fazer companhia, procure um para adotar!

Os animais de pequeno porte são os mais indicados para apartamentos. E, além dos cães, existem outras espécies que se dão muito bem nesses locais, sem dar dor de cabeça para você e seus vizinhos.

  • Gatos
  • Hamsters
  • Peixes
  • Pássaros, lagartos, aranhas ( desde que  seja uma espécie autorizada pelo IBAMA para criação em cativeiro)
  • Coelhos
  • Furões domésticos
  • Chinchilas

Aqui vão algumas dicas para quem quer ter um animalzinho:

  • Água fresca sempre disponível;
  • Ração específica para cada espécie;
  • Local adequado e limpo diariamente, para as necessidades dos animais;
  • Local adequado para o animal dormir/ descansar : caminhas, casinhas, gaiolas, etc (depende da espécie);
  • Se você escolher um cão, prefira raças pequenas ou médias;
  • Mesmo que o seu cão tenha livre acesso ao apartamento, ele precisa passear pelo menos 1 vez ao dia ( ideal é 2 ou 3)  por no mínimo 30 minutos;
  • Brinquedos são indispensáveis para cães e gatos;
  • Não deixe seu animal sozinho em casa o dia todo. Eles não só podem como devem ser acostumados desde filhotes a ficarem em casa sozinhos algumas horas para não se tornarem dependentes, mas não dia todo né!?
  • Ter alguém em casa que sequer olha para o animal não significa companhia. Então, tire um tempo para brincar com seu animal.
  • Leve-o ao veterinário e mantenha a vacinação em dia.
  • Se a espécie permitir, castre seu animal, pois traz inúmeros benefícios.

 

Bom pessoal, é isso. Não importa qual espécie que você vai criar em seu apartamento. Cuidando e tendo uma relação de carinho com ele, a felicidade irá ser uma via de mão dupla. Garanto!

Fiquem com Deus e até a próxima!

Bônus:

Madonnha quando era mais novinha...mto fofa né!? Mas pessoal, não pode dar chupeta!! Não é legal humanizar os animais!! Isso foi arrumação da minha irmã!

Madonninha quando era mais novinha…muito fofa,né!? Mas pessoal, não pode dar chupeta!! Não é legal humanizar os animais!! Isso foi arrumação da minha irmã!

Bjobjo!